ÁFRICA E SAFARIS - ACROSS BOTSWANA

Across Botswana1º Dia – Lisboa ou Porto / Joanesburgo
Após as formalidades de embarque partida com destino a Joanesburgo via capital Europeia. Refeições e noite a bordo.

2º Dia – Joanesburgo / Cataratas de Victoria
Manhã cedo chegada a Joannesburgo, mudança de terminal e voo de ligação a Victoria Falls. Chegada, assistência e transfer para o Victoria Falls Safari Lodge ou similar. Ao fim da tarde “Cruzeiro ao Pôr do Sol” no Rio Zambezi que inclui bebidas e snacks. Regresso ao Lodge. Jantar e alojamento.

3º Dia – Cataratas de Victoria
Pequeno almoço e tempo livre para poder disfrutar da beleza do local. Durante a tarde passeio a pé pelas cataratas, floresta tropical, estátua de Livingstone e “Cataracts”. Regresso ao Lodge. Jantar e alojamento.

4º Dia – Catarats de Victoria / Botswana
Após o pequeno almoço partida para Chobe no Botswana. Pelo caminho não deixe de apreciar a beleza da paisagem e a vida selvagem com a qual se irá cruzar. Chegada a Chobe e alojamento no Chobe Marina Lodge em regim,e de pensão completa.

5º Dia – Chobe
Estadia em regime de pensão completa. Dia inteiramente dedicado á observação da vida selvagem da região. Viva uma experiencia única ao observar a maior concentração de elefantes de África bem como da lendária águia pesqueira.

5º Dia – Chobe / Okavango Delta
Após o pequeno almoço, transfer de avioneta para Campo Moremi situado em pleno Delta do Okavango. Aqui poderá escolher 2 actividades por dia dentro das ofertas do campo e que vão desde os safaris em veiculos abertos até ás visitas de barco ás “Heronries”. Alojamento no Campo Moreni Lodge em regime de pensão completa.

6º Dia - Okavango Delta
Estadia em regime de pensão completa. Continue a disfrutar das actividades oferecidas pelo Campo. Poderá escolher duas para o seu dia como por exemplo um safari fotográfico pela manhã e um passeio de barco ao entardecer para melhor observar a beleza do pôr do sol Africano.

7º Dia – Okavango Delta
Pequeno almoço e ligação em avionete para o próximo campo. O Xugana Island Lodge situado numa lagoa de águas cristalinas. Também aqui terá direito a usufruir de 2 actividades diárias entre as que são disponibilizadas pelo campo. A sua estadia é em regime de pensão completa.

8º Dia – Okavango Delta
Mais um dia em regime de pensão completa. Disfrute das muitas actividades oferecidas pelo campo. Poderá escolher entre passeios “mokoro” nas tradicionais canoas dugout, safaris a pé, observação de pássaros e pesca (ser-lhe-á providenciado o equipamento necesário).

9º Dia – Okavango Delta / Maun / Windhoek / Joanesburgo / Capital Europeia
Após o pequeno almoço transfer de avioneta para o aeroporto de Maun. Formalidades de embarque e inicio da viagem de regresso à Europa. Ligação aérea a Windhoek e conexão a Joanesburgo de onde sairá então o seu voo intercontinental com destino a uma capital Europeia. Refeições e noite a bordo.

10º Dia – Capital Europeia / Lisboa ou Porto
Manhã cedo chegada à capital Europeia e voo de ligação a Lisboa ou Porto.

Informações úteis:

Documentação
Não é obrigatório o visto de entrada, devendo estar munido do passaporte com a validade de 6 meses para além da data da viagem.

Vacinas
Se está a chegar ao Botswana a partir de outro país onde a febre amarela existe de forma endémica, será exigida a apresentação do certificado de vacinação.

Idioma
Inglês e Setswana

Saúde
Os maiores riscos para a saúde no Botswana são a malária, febre tifóide e a Sida/HIV. A malária existe no nordeste do país e oferece risco adicional durante os meses de Novembro a Junho, estação das chuvas. O sul não é atingido por esta doença mas a existência de mosquitos é abundante. A água da rede pública é potável em todo o país. O Botwana tem uma das maiores taxas do mundo de infectados do vírus da SIDA (cerca de 38 % da população sexualmente activa). Os cuidados de saúde são razoáveis mas as facilidades médicas e comunicações são limitadas fora das zonas urbanas. Em caso de necessidade de um tratamento mais complicado, poderá ser necessária a evacuação. Os hospitais privados só aceitam doentes com o pagamento adiantado, que poderá ser dispendioso. Não são exigidas quaisquer vacinas, mas se o passageiro no período de um ano esteve em zonas infectadas, terá de apresentar um certificado de vacina contra a febre amarela. Deverá consultar o seu médico antes de viajar, sendo aconselhável a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo repatriamento explicitamente a partir do Botwana.

Clima
O clima do Botswana é semi-árido. No entanto, apesar de ser muito seco durante grande parte do ano, existe uma estação de chuvas, durante os meses de verão. Ass trovoadas são erráticas, impredizíveis e altamente localizadas. Muitas vezes uma enorme precipitação pode estar a ocorrer numa região, enquanto noutra a 10 ou 15 km de distância está um dia ensolarado. A pricipitação é muitas vezes seguida por perídos de sol forte. Por isso grande parte da precipitação não penetra no solo e perde-se por evaporação. Pula, é não só a designação da moeda do Botswana, mas também a palavra Setswana para chuva. A estação das chuvas, o Verão, vai de Novembro a Março. O Inverno ou estação seca vai de Maio a finais de Agosto. Esta estação seca tem dias, invariávelmente ensolarados e as temperaturas vão de fresco a muito quente. No entanto durante a noite as temperaturas podem cair abaixo de zero, sobretudo no sudoeste do país. Os periodos intermédios Abril/principios de Maio e Setembro/Outubro ainda são secas, mas os dias são mais fescos que no Verão e as noites mais quentes que no Inverno.

Hora Local
Mais duas horas que em Portugal continental

Gratificações
Gratificar por um service, é prática corrente no Botswana e geralmente varia de 10% nos restaurantes e cerca de 4 Pula (BWP) aos bagageiros nos hotéis. Ás camareiras e empregados de room service nos hotéis , geralmente dá-se cerca de 4 a 8 Pula por dia. A guias, rangers e pisteiros geralmente dá-se entre 25 e 45 pula por dia. No entanto estes valores são meramente orientativos e a gratificação é recomendada se o cliente está satisfeito com o serviço recebido.

Segurança
Condições razoáveis de segurança. Embora não se registem problemas de grande gravidade, o crime e banditismo de grupos armados tem vindo a aumentar em todo o país, particularmente nas zonas urbanas. É aconselhável não se deslocar a pé durante a noite, na cidade; evitar os locais isolados, e estar sempre munido da cópia do passaporte, guardando este e objectos de valor no cofre do hotel.
Números úteis:
Polícia – 999
Ambulância – 997 ou 911

O que vestir
Para a maioria das situações recomenda-se o uso de roupa de algodão, ou pelo menos rica em algodão, que é mais fresca e mais absorvente que tecidos sintéticos, tornando-se mais confortável. Para os homens os calções ( não muito curtos) são perfeitos para andar na savana, se bem que as calças sejam mais apropriadas para as cidades ou aldeias. O mesmo para as mulheres. No Botswana o modo de vestir é geralmente conservador. Nos parques estas regras são superfulas, onde a forma de vestir é casual e pensado para manter o viajante fresco e protegido do sol.

Cartões de Crédito
Os cartões de crédito são aceites nos grandes hotéis, aeroporto e em algumas lojas e restaurantes. Os traveller cheques e as divisas podem ser trocados nos grandes hotéis e bancos.

Representação Diplomática de Portugal no Botswana
Não existe representação diplomática portuguesa no Botswana sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Harare. Contudo, as questões consulares são resolvidas pelo Consulado Geral em Joanesburgo.

Consulte-nos para mais informações e reservas sobre a África dos seus sonhos!